Entender o que é shopper e quais as suas diferenças para um consumidor tradicional, pode fazer você vender até 70% a mais em suas lojas físicas.

Uma vez que o cliente esteja em frente a gôndola, ele tende a responder melhor a estímulos sensoriais indiretos, como a iluminação e aparência do local ou a música ambiente, que o induzem a comprar mesmo que o produto não esteja em seus planos.

Todos esses dados apontam para um tipo de indivíduo em especial: o shopper e nesse artigo do Instituto QualiBest explicaremos a importância de compreender o seu comportamento frente a outros tipos de consumidores, para que sua empresa possa vender ainda mais.

O que é shopper e quais suas características?

Mesmo que as diferenças não sejam totalmente claras, saber o que é shopper e consumidor é fundamental para as suas estratégias de marketing, visto que através desse entendimento é possível vender mais, principalmente no ponto de venda (PDV).

Como já falamos algumas vezes e você pode conferir no nosso artigo “Você sabe o que é Shopper Conheça as principais estratégias para identifica-lo”, consumidor é o indivíduo que de fato consome o seu produto, que mantém algum tipo de relacionamento com a sua marca, acompanhando promoções e possíveis mudanças ao longo do tempo e que de alguma forma pode se engajar com suas campanhas.

Já o shopper, em resumo, é o cliente que entra em uma loja, compra e vai embora e não necessariamente possui um relacionamento com a sua marca. Ou seja, é aquele que toma uma decisão de levar um produto em frente ao PDV ou a caminho dele.

Baseando-se nessa afirmação, entramos novamente no ponto abordado no início desse artigo: entender o que é shopper pode fazer você vender até 70% mais. Esses são os dados da pesquisa realizada pela Nielsen que diz ainda que 50% das suas compras são no “piloto-automático”.

Mas além dessas, outras características que definem o shopper são:

  • O motivo da compra – Shoppers compram principalmente em razão de abastecimento (regular) 41%, para reposição rotineira de itens 37%, ou para preparar uma refeição em específico;
  • O que os fazem escolher determinado canal – variedade de produtos 20%, promoções 19%, por conveniência 18%, ou por preços baixos 14%;
  • Nível de planejamento – em média 61% dos shoppers planejam a categoria do que vão comprar, 22% lembram do que precisam só quando já estão na loja e 17% dessas pessoas acabam comprando o que não precisavam.

De modo geral, podemos dizer que o shopper é um cliente mais impulsivo do que o consumidor tradicional, pois grande parte das suas decisões se dão devido a circunstância, desde o posicionamento dos produtos no ponto de venda, até uma promoção de última hora.

Já quando pensamos no consumidor de uma marca, associamos suas razões e gatilhos de compras a estratégias de marketing específicas, envolvendo pesquisas de mercado e insights qualificados para entender seu comportamento.

Entre os dois tipos de compradores existem diferenças sim, mas que se assemelham em diversos pontos da jornada do consumidor, por mais que o shopper não seja (em um primeiro momento) um consumidor da marca, as ações prévias e uma experiência de compra bem sucedida pode fazer com que ele dê esse próximo passo. Por esse motivo, o cuidado com o planejamento estratégico dessa natureza é fundamental para que sua empresa possa atrair ainda mais clientes.

Para saber mais sobre o tema e para entender como criar estratégias para atrair mais shoppers entre em contato com o Instituto QualiBest e fale com um de nossos especialistas.

  • Marcas fazem parte do dia-a-dia das pessoas.

    Entender como as marcas se conectam às pessoas, suprindo necessidades e desejos, conscientes ou não, é um trabalho tão inspirador quanto a motivação de torna-las cada vez mais relevantes.

    Para entender elementos racionais e emocionais, combinamos dados e observação ao contexto que as marcas estão inseridas. Trilhamos caminhos juntos, descobrindo os fatores que permeiam a imagem e o território das marcas, gerando insights inspiradores e recomendações claras.

    Entre em Contato

  • Experiências estão em toda a parte.

    Oferecer uma experiência relevante aos consumidores em um mundo omni-channel, com rápida experimentação de novas tecnologias, também é missão nossa.

    Pessoas transitam entre lojas físicas e ambientes digitais, contextos culturais e relações sociais e nós utilizamos uma variedade de recursos, técnicas e metodologias para analisar estas vivências de diferentes ângulos. Não deixamos nada para trás, hábitos e atitudes, comportamentos, valores, fatores de escolha e opinião.

    Estamos de olho em todo o processo e contexto, assim, fundamentamos nossas recomendações estratégicas e táticas, para a tomada de decisões, em todos os pontos de venda do cliente.

    Entre em Contato

  • Facilitando campanhas eficientes.

    Pesquisas inteligentes e bem executadas trazem novos caminhos para inovação e criatividade na comunicação. Sabemos que quando se trata de mídia, tudo joga a favor do conhecimento.

    Grandes marcas e agências utilizam nossas metodologias para entenderem o desempenho de suas campanhas ontem, hoje e amanhã.

    Nossa inteligência digital permite o uso das mais avançadas tecnologias de pesquisa em pré e pós testes de campanhas. Podemos avaliar como uma ideia funcionará para determinados meios, veículos, canais, públicos, etc. Conhecemos o cenário de mídia e atendemos anunciantes e agências de forma flexível e customizada.

    Entre em Contato