O Brasil conta com pelo menos 50 milhões de cães e 22 milhões de gatos de estimação, segundo dados de 2016 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os números ajudam a compreender porque o mercado PET resiste à crise e por que crescerá 7% em relação ao ano passado, com faturamento previsto de R$ 19,2 bilhões.

Para esclarecer, o setor  hoje representa 0,38% do PIB nacional (Abinpet) e por isso nos debruçamos sobre um projeto desafiador.

Em outras palavras, procuramos entender o comportamento dos donos dos cães, a penetração das raças e a relação delas com as marcas do setor.

cães

Resumindo, para compreender como é a relação dos donos com os seus pets, nossa equipe colheu dados para o mercado brasileiro, cujos insights analíticos foram destaque na imprensa.

“Estamos sempre de olho nas tendências do mercado para realizar estudos de opinião pública.

Era um assunto que nunca havíamos investigado por conta própria e existiam poucos dados de pesquisa disponíveis.

As pessoas amam o tema e, quando pedimos para postarem fotos de seus cães, a adesão foi imensa”, diz Daniela Chammas Daud Malouf, diretora geral.

Estudo sobre cães em números

Nosso estudo revelou dados curiosos: os entrevistados que são responsáveis por PETs, 79% disseram ter cães, 39% gatos, 19% aves e 10% peixes.

Dentre as raças preferidas, o vira-lata é o mais presente nos lares brasileiros (41%).

Posteriormente a preferência é seguida das raças Poodle (11%), Pinscher (7%), Labrador (5%), Pit Bull e Lhasa Apso, com 3% cada.

 

Além disso, 72% dos respondentes concordam que o cão de casa é tratado como um membro da família.

27% admitem comemorar o aniversário do PET, 28% dizem dividir a cama com os bichinhos.

61% sentem falta de algum produto ou serviço neste segmento, por exemplo:

Alimentação livre de conservantes, corantes ou sabores artificiais, acompanhamento nutricional e exames de sangue.

Da mesma forma que promoção de encontros e passeios por pet shops, consultoria veterinária, aplicativos para dúvidas ou treinamento, entre outros.

Certamente a comida foi outro fator destaque no levantamento:

  • 12% dos cães que figuram na pesquisa comem a mesma comida que é preparada para o dono ou outras pessoas da casa
  • 32% ingerem ração comum
  • 38%, ração específica para seu porte

Além disso, em média, os animais são alimentados de duas a três vezes ao dia.

Como o estudo foi feito?

  • Em primeiro lugar, o estudo quantitativo online com 7.084 pessoas, homens e mulheres, de 18 anos ou mais.
  • As classes correspondem a ABCDE (Critério Brasil – 2015), abrangência nacional, possuidores de cão/cachorro e responsáveis pelos cuidados com o animal.
  • Marcas fazem parte do dia-a-dia das pessoas.

    Entender como as marcas se conectam às pessoas, suprindo necessidades e desejos, conscientes ou não, é um trabalho tão inspirador quanto a motivação de torna-las cada vez mais relevantes.

    Para entender elementos racionais e emocionais, combinamos dados e observação ao contexto que as marcas estão inseridas. Trilhamos caminhos juntos, descobrindo os fatores que permeiam a imagem e o território das marcas, gerando insights inspiradores e recomendações claras.

    Entre em Contato

  • Experiências estão em toda a parte.

    Oferecer uma experiência relevante aos consumidores em um mundo omni-channel, com rápida experimentação de novas tecnologias, também é missão nossa.

    Pessoas transitam entre lojas físicas e ambientes digitais, contextos culturais e relações sociais e nós utilizamos uma variedade de recursos, técnicas e metodologias para analisar estas vivências de diferentes ângulos. Não deixamos nada para trás, hábitos e atitudes, comportamentos, valores, fatores de escolha e opinião.

    Estamos de olho em todo o processo e contexto, assim, fundamentamos nossas recomendações estratégicas e táticas, para a tomada de decisões, em todos os pontos de venda do cliente.

    Entre em Contato

  • Facilitando campanhas eficientes.

    Pesquisas inteligentes e bem executadas trazem novos caminhos para inovação e criatividade na comunicação. Sabemos que quando se trata de mídia, tudo joga a favor do conhecimento.

    Grandes marcas e agências utilizam nossas metodologias para entenderem o desempenho de suas campanhas ontem, hoje e amanhã.

    Nossa inteligência digital permite o uso das mais avançadas tecnologias de pesquisa em pré e pós testes de campanhas. Podemos avaliar como uma ideia funcionará para determinados meios, veículos, canais, públicos, etc. Conhecemos o cenário de mídia e atendemos anunciantes e agências de forma flexível e customizada.

    Entre em Contato