Brasileiros apontam, em pesquisa do Instituto QualiBest, que discurso de ficar em casa tem mais aderência do que voltar ao trabalho 

São Paulo, abril de 2020 – Ficar em quarentena até a hora que os profissionais da área da saúde indicarem. Essa é a postura de metade (52%) da população brasileira em meio ao avanço da covid-19 pelo país, mostram dados de uma pesquisa do Instituto QualiBest divulgada nesta terça-feira. 

Para outros 29%, a quarentena só deve acabar quando diminuirem os casos de contaminação pelo vírus. Hoje, o Brasil registra pouco mais de 12 mil casos, com expectativa de aumento nos próximos dias. 

A postura da população vai na contramão da indicada por algumas autoridades federais, que advogam pela ideia de que a população deve voltar ao trabalho. A quarentena está sendo seguida pelos estados por orientação dos governadores, que se colocaram na linha de frente da ideia. 

Os dados mostram que apenas 4% da população acreditam que a quarentena não deveria ter sido colocada, enquanto 2% dizem seguir orientações dos economistas.

Isolamento social: necessário 

“Pelos números, a maioria das pessoas entendeu que é melhor ficar em casa neste momento de aumento da curva de infectados. Isso já se demonstrava nas primeiras pesquisas que fizemos, quando sete em cada dez brasileiros se diziam temerosos em ser ou ter alguém da família contaminado”, diz Daniela Malouf, diretora geral do QualiBest. 

“A aderência do discurso de ficar em casa e mesmo de alguns economistas, de que a economia é mais importante, é muito pequena entre a população. Isso reforça a confiança que ela escolheu depositar sobre os profissionais da saúde”, finaliza ela. 

O QualiBest ouviu 799 pessoas de todas as faixas etárias, classes socioeconômicas e regiões brasileiras entre os dias 27 e 30 de março. Os respondentes são da base de 250 mil pessoas proprietárias do Instituto QualiBest   

 

Saiu na mídia: Estado de Minas, Medicina S/A, Portal Hospitais Brasil

  • Marcas fazem parte do dia-a-dia das pessoas.

    Entender como as marcas se conectam às pessoas, suprindo necessidades e desejos, conscientes ou não, é um trabalho tão inspirador quanto a motivação de torna-las cada vez mais relevantes.

    Para entender elementos racionais e emocionais, combinamos dados e observação ao contexto que as marcas estão inseridas. Trilhamos caminhos juntos, descobrindo os fatores que permeiam a imagem e o território das marcas, gerando insights inspiradores e recomendações claras.

    Entre em Contato

  • Experiências estão em toda a parte.

    Oferecer uma experiência relevante aos consumidores em um mundo omni-channel, com rápida experimentação de novas tecnologias, também é missão nossa.

    Pessoas transitam entre lojas físicas e ambientes digitais, contextos culturais e relações sociais e nós utilizamos uma variedade de recursos, técnicas e metodologias para analisar estas vivências de diferentes ângulos. Não deixamos nada para trás, hábitos e atitudes, comportamentos, valores, fatores de escolha e opinião.

    Estamos de olho em todo o processo e contexto, assim, fundamentamos nossas recomendações estratégicas e táticas, para a tomada de decisões, em todos os pontos de venda do cliente.

    Entre em Contato

  • Facilitando campanhas eficientes.

    Pesquisas inteligentes e bem executadas trazem novos caminhos para inovação e criatividade na comunicação. Sabemos que quando se trata de mídia, tudo joga a favor do conhecimento.

    Grandes marcas e agências utilizam nossas metodologias para entenderem o desempenho de suas campanhas ontem, hoje e amanhã.

    Nossa inteligência digital permite o uso das mais avançadas tecnologias de pesquisa em pré e pós testes de campanhas. Podemos avaliar como uma ideia funcionará para determinados meios, veículos, canais, públicos, etc. Conhecemos o cenário de mídia e atendemos anunciantes e agências de forma flexível e customizada.

    Entre em Contato