O sucesso de uma empresa depende da capacidade dos seus líderes de negócio tomarem decisões assertivas, não apenas no momento que surgem problemas, mas principalmente a partir da avaliação de tendências e demandas de seus consumidores. 

Esse cenário pode ser mapeado com uma pesquisa qualitativa, que tem como base o seu caráter subjetivo, ou seja: o resultado não mostra números concretos, mas sim narrativas, ideias e experiências individuais dos participantes pois trabalha com sensações, descrições, comparações e interpretações. Os dados são apresentados no formato Storytelling  - ou seja, o relatório busca contar uma história a respeito do que se investigou entregando insights.

Estas são características da pesquisa qualitativa:

  • Ocorre em um cenário natural, o que permite uma visão mais apurada do envolvimento com o objeto da pesquisa;
  • A coleta de dados deve ser interativa e humanística, estabelecendo harmonia e credibilidade com as pessoas no estudo;
  • Permite uma visão aprofundada dos temas estudados;
  • Pode anteceder uma pesquisa quantitativa, para trazer atributos reais de avaliação de uma marca, produto etc., e pode ser feita posteriormente a um estudo quantitativo, para aprofundar um tema ou trazer uma forma lúdica de apresentar os resultados e citações, por exemplo;

Saiba como fazer uma pesquisa qualitativa:

1 – Quando optar por uma pesquisa qualitativa?

A pesquisa qualitativa é a melhor opção quando o objetivo é explorar um cenário ou o comportamento do consumidor, empregando métodos de coleta de dados não estruturados (ou seja, as perguntas são pré-definidas mas o fluxo é livre, como um “bate-papo”). Esse tipo de pesquisa busca descobrir as razões para determinados comportamentos, atitudes e motivos que levam um indivíduo a realizar determinada ação ou a acreditar em algo.

2 – Como definir se a minha pesquisa é qualitativa ou quantitativa?

A pesquisa qualitativa tem como finalidade conseguir dados voltados para compreender as atitudes, motivações e comportamentos de determinado grupo de pessoas, entendendo o problema do ponto de vista dos pesquisados. É um tipo de investigação que considera apenas aspectos subjetivos que não podem ser traduzidos em números (diferente da pesquisa quantitativa). Mas, por outro lado, a partir da pesquisa qualitativa podem ser criadas hipóteses, levantados atributos de imagem que poderão ser dimensionados através da pesquisa quantitativa.

Ela também funciona na sequência oposta, quando complementa uma pesquisa quantitativa – ou seja, quando visa aprofundar alguns resultados numéricos de maneira a entender as motivações por trás destes dados. 

3 – A evolução da pesquisa qualitativa

Ao longo dos anos a pesquisa qualitativa evoluiu bastante e acompanhou a tendência de digitalização de outras áreas de conhecimento. O desenvolvimento de plataformas de pesquisa online facilitou o diálogo e ampliou as possibilidades de coleta de informações. Tudo isso de forma interativa, intuitiva e amigável, o que gera uma maior aproximação com a realidade e a rotina das pessoas. 

O Instituto QualiBest sempre apostou que este seria o futuro da pesquisa e tem expertise neste ambiente digital tendo em seu portfólio de produtos: comunidades online, QBook, QMergulho, QTogether.

4 – Quais são os tipos de pesquisa qualitativa?

Os tipos mais comuns de Pesquisa Qualitativa são:

Etnografia – estuda comportamentos por meio da observação. É uma análise do modo de vida de um grupo de indivíduos com características comuns. Isso é feito mediante a observação do que fazem, como se comportam e como interagem entre si em seu ambiente natural. Assim, é possível ter insights importantes sobre suas crenças, valores, motivações, perspectivas e como isso pode variar em diferentes momentos e circunstâncias.

Entrevistas em profundidade, Díades, Tríades e Grupos Focais – Tratam-se de métodos interativos e flexíveis, onde o roteiro de perguntas, apesar de ser pré-definido, não está “preso” a uma ordem – o entrevistador pode sondar e explorar determinados temas, conforme eles forem surgindo, mas sempre focado em atender aos objetivos do estudo. A abordagem pode ser individual, em duplas, trios ou em pequenos grupos (de 4 a 9 participantes) e pode ser online ou presencial. Um ponto interessante deste método é a possibilidade de interação e troca de ideias entre os participantes o que é sempre muito rico.

Observações no PDV  – visam entender o contexto de compra, investigando o comportamento do consumidor em determinado ponto de venda (em um supermercado, por exemplo). É interessante para avaliar o impacto dos elementos do PDV na jornada de compra – ex. disposição de produtos, som, iluminação, logística, espaço, comunicação, atendimento etc.

5 – Comunidade online e diários digitais (QBook) 

As comunidades online reúnem pessoas em uma plataforma digital especialmente desenvolvida para gerar um ambiente interativo, engajador, onde é possível coletar o que os participantes pensam e sentem em um contexto real, entregando insights valiosos para os líderes de negócio.

Características das comunidades online:

  • São um canal aberto para diálogo permanente com os consumidores, de duração finita;
  • Entregam informações de alta qualidade orientadas para as reais necessidades e objetivos da pesquisa;
  • Oferecem multiplicidade de abordagens: diálogos abertos e não-estruturados por meio de bate-papos ou fóruns, teste e validação através de pesquisas, projetos de curto, médio e longo prazo;
  • Permitem multiplicidade de objetivos: exploração/ investigação, cocriação, validação de conceitos/ campanhas de comunicação etc.;
  • Permitem trabalhar com subsegmentos dentro do mesmo universo como, por exemplo, consumidores e não consumidores da categoria;
  • Incorporam várias linguagens: textual, gráfica, audiovisual, entre outras;

QBook (diário digital)

O QBook é uma ótima ferramenta para compreender hábitos através do acompanhamento da rotina dos pesquisados e suas interações com o tema relacionado à pesquisa. Com esse diário virtual, é possível acessar de forma natural e verdadeira o relacionamento do entrevistado com o tema, oferendo inputs não verbais como imagens, vídeos e fotos trazendo maior “vida” ao estudo.

QMergulho 

O QMergulho visa ilustrar os resultados (ou mesmo apresentá-los) através de vídeos feitos pelos próprios participantes com seus próprios celulares onde mostram o seu dia a dia e revelam suas opiniões sobre o tema investigado. É a realidade em movimento, cores, sons e muitos insights. Essa ferramenta permite que se faça um mergulho digital na vida dos pesquisados que tendem a ficar mais à vontade e serem mais espontâneos, contribuindo para um entendimento de suas dores e alegrias de forma dinâmica e ágil. Também é possível realizar o mergulho digital em formato de documentário, filmado e editado por cinegrafistas e produtores profissionais.

6 – Algumas técnicas em pesquisa qualitativa

Técnicas Projetivas: As técnicas projetivas são muito utilizadas em pesquisa qualitativa e são uma forma lúdica de entender percepções acerca de um produto ou marca. Nela os pesquisados são estimulados a projetar seus sentimentos e percepções em outros elementos (ex. se a “marca x” fosse uma celebridade (carro, animal etc.), quem/qual seria?). Através das explicações para tal projeção o pesquisador experiente consegue perceber o que o entrevistado pensa sem perguntar diretamente. São extremamente úteis para tirar os participantes da zona de conforto de respostas prontas, do politicamente correto ou mesmo para ajudá-los a expressar seus sentimentos. 

Associações livres: Buscam entender as percepções mais fortes sobre algum tema sem que o participante tenha tempo de racionalizar e trazer respostas confortáveis. Ex. “Quando falo em [TEMA/ MARCA] o que vem à cabeça?”, “Por favor completem a frase: Esta ideia deixa o produto mais _______ e menos _________. 

7 – Sobre o profissional de pesquisa Qualitativa

O pesquisador deve possuir experiência, formação especializada e aptidão para conduzir o estudo e lidar com circunstâncias adversas – ex. participantes dominadores, pouco participativos, desafiadores etc. Além do mais precisa estar muito inteirado dos objetivos para não deixar o tema sair do foco e para saber onde deve aprofundar e o que não tem importância.

Com a análise de uma equipe especialista e multidisciplinar, as informações coletadas na pesquisa qualitativa se transformam em inteligência de negócio e insights que trazem o real universo do consumidor para mais perto das marcas.

Temos uma solução personalizada para cada um dos seus desafios, com estudos para todos os estágios de vida de seus produtos ou serviços. Conheça nossas soluções.

 

  • Marcas fazem parte do dia-a-dia das pessoas.

    Entender como as marcas se conectam às pessoas, suprindo necessidades e desejos, conscientes ou não, é um trabalho tão inspirador quanto a motivação de torna-las cada vez mais relevantes.

    Para entender elementos racionais e emocionais, combinamos dados e observação ao contexto que as marcas estão inseridas. Trilhamos caminhos juntos, descobrindo os fatores que permeiam a imagem e o território das marcas, gerando insights inspiradores e recomendações claras.

    Entre em Contato

  • Experiências estão em toda a parte.

    Oferecer uma experiência relevante aos consumidores em um mundo omni-channel, com rápida experimentação de novas tecnologias, também é missão nossa.

    Pessoas transitam entre lojas físicas e ambientes digitais, contextos culturais e relações sociais e nós utilizamos uma variedade de recursos, técnicas e metodologias para analisar estas vivências de diferentes ângulos. Não deixamos nada para trás, hábitos e atitudes, comportamentos, valores, fatores de escolha e opinião.

    Estamos de olho em todo o processo e contexto, assim, fundamentamos nossas recomendações estratégicas e táticas, para a tomada de decisões, em todos os pontos de venda do cliente.

    Entre em Contato

  • Facilitando campanhas eficientes.

    Pesquisas inteligentes e bem executadas trazem novos caminhos para inovação e criatividade na comunicação. Sabemos que quando se trata de mídia, tudo joga a favor do conhecimento.

    Grandes marcas e agências utilizam nossas metodologias para entenderem o desempenho de suas campanhas ontem, hoje e amanhã.

    Nossa inteligência digital permite o uso das mais avançadas tecnologias de pesquisa em pré e pós testes de campanhas. Podemos avaliar como uma ideia funcionará para determinados meios, veículos, canais, públicos, etc. Conhecemos o cenário de mídia e atendemos anunciantes e agências de forma flexível e customizada.

    Entre em Contato