O melhor dos mundos para todos os líderes de negócio é ter total compreensão de como o seu cliente pensa e age, e quais fatores influenciam o seu comportamento, entendendo o que leva ou não uma pessoa a efetuar uma compra. Esse conhecimento, baseado em estudo de hábitos e atitudes (U&A – usage and attitude), envolve fatores culturais, sociais, pessoais e psicológicos e aponta qual a relação deles com o seu produto ou serviço.

O estudo de hábitos e atitudes é que vai fornecer informações sobre o comportamento e o relacionamento do cliente com seus produtos e serviços, atitudes e interesses que definem o estilo de vida, além das características sociodemográficas, proporcionando uma abordagem holística do consumidor.

Realizado a partir da combinação de pesquisas quantitativas e qualitativas, o estudo de hábitos procura entender como agem os consumidores, identificando o que, por quê, quando, como e onde eles costumam comprar seus produtos, e muitas outras informações, como formas de pagamento preferidas, consultas que costumam fazer antes da compra, quanto gastam com determinados produtos e também a frequência e prioridade das compras.

Já as atitudes são formadas a partir do processo de socialização – família, escola, mídia e pares – e baseadas nas experiências. As quatro principais funções da atitude são conhecimento; expressão de valor, utilitária e defesa do ego. O seu principal componente é comportamental, que mostra a tendência de uma pessoa reagir de certo modo em relação a um produto ou serviço, influenciando na sua decisão de compra como, por exemplo, a questão da sustentabilidade e bem-estar, mercado que vem apresentando boas taxas de crescimento.

A atitude também pode ser influenciada por fatores externos, como uma difícil situação financeira pontual, o que pode levar muitos consumidores a mudar os locais onde realizam suas compras em busca de promoções e melhores preços. E até mesmo mudar de marca ou deixar de consumir determinados produtos para reduzir as despesas.

Claro que o contrário também acontece e, conforme aumenta a renda, o consumidor muda de atitude e passa a buscar marcas que entreguem mais valor agregado, seja tangível ou intangível.

O estudo de hábitos e atitudes do consumidor permite:

  • Conhecer o perfil demográfico do cliente e do não cliente e suas preferências
  • Compreender o comportamento de consumo nos diferentes locais e horários
  • Identificar os aspectos que geram impacto no processo de compra
  • Entender o que os clientes querem e precisam, sem que eles tenham que expressar seu desejo de forma objetiva
  • Avaliar as atitudes em relação aos produtos e marcas concorrentes, identificando pontos fortes e pontos fracos
  • Acompanhar os movimentos da concorrência
  • Realizar o melhor planejamento com base nos targets da campanha

Fatores que motivam o consumo de um produto ou serviço

O estudo de hábitos e atitudes vai mapear o comportamento do consumidor e quais são os fatores culturais, sociais, pessoais e psicológicos que influenciam nos processos envolvidos na seleção, compra, uso ou descarte de produtos e serviços que satisfazem necessidades e desejos.

E como esses fatores estão relacionados aos hábitos e atitudes?

Fatores culturais: cultura envolve todo o conjunto complexo de ideias, conhecimentos, comportamentos, símbolos, rituais e padrões desenvolvidos pelo ser humano. Ou seja: nossa cultura é nossa visão de mundo e funciona como uma “lente” por meio da qual enxergamos e interpretamos tudo ao redor. Os fatores culturais, claro, têm peso relevante nas decisões de compra. O que comemos, vestimos, usamos e desejamos é determinado pela cultura ou subcultura em que estamos inseridos.

Fatores sociais: são os grupos de referência, e podem ser divididos em grupos informais, com maior afinidade, como família, amigos, vizinhos e colega de trabalho. Ou podem ser grupos formais, como sociedades religiosas, sindicatos. É preciso levar sempre em consideração que o círculo social determina as necessidades de pertencimento e status que são alcançadas, em grande parte, por meio do consumo.

Fatores pessoais: idade, ocupação, condição econômica, estilo de vida e personalidade influenciam os hábitos de consumo e, como o próprio nome já diz, são muito pessoais. Duas pessoas, com condições econômicas semelhantes, podem ter estilos de vida completamente diferentes. Por isso, é preciso segmentar dentro de cada característica e a, partir desses recortes, é possível classificar as pessoas com mais precisão.

Fatores psicológicos: no dia a dia, as pessoas são afetadas por diversos problemas, que são únicos e influenciam o modo de pensar. Fatores psicológicos incluem motivação (para suprir uma necessidade), percepção (com relação à marca, ao produto, à empresa), aprendizado (capacidade de compreensão da mensagem) e atitudes.

A partir dessa coleta de dados, ideias, opiniões, hábitos, atitudes, comportamento e gostos, transformados em inteligência de negócio e insights, os líderes ganham a capacidade mapear tendências e descobrir oportunidades para o lançamento de novos produtos ou serviços, alcançar maior penetração no mercado e mesmo para direcionar melhor as estratégias de marketing.

Acompanhar hábitos de consumo, entendendo as dores e desejos do consumidor, e saber como mapeá-los, é importante para todo negócio que deseja melhorar suas vendas. Quando devidamente analisados, esses dados contribuem para a tomada de decisão da equipe de marketing em busca da ação mercadológica mais eficiente, aumentando a chance de converter um potencial cliente.

O objetivo é que a partir do estudo de hábitos seja possível entender com mais segurança os padrões de comportamento de compra e de consumo de cada segmento de cliente, relacionando fatores como renda, atividade profissional, estilo de moradia, formas de lazer – enfim, sua atitude – poder, prestígio, maturidade, status, segurança, entre outras, – frente a um determinado produto ou serviço.

Quer saber mais sobre pesquisas de hábitos e atitude? Fale com um especialista QualiBest.

 

  • Marcas fazem parte do dia-a-dia das pessoas.

    Entender como as marcas se conectam às pessoas, suprindo necessidades e desejos, conscientes ou não, é um trabalho tão inspirador quanto a motivação de torna-las cada vez mais relevantes.

    Para entender elementos racionais e emocionais, combinamos dados e observação ao contexto que as marcas estão inseridas. Trilhamos caminhos juntos, descobrindo os fatores que permeiam a imagem e o território das marcas, gerando insights inspiradores e recomendações claras.

    Entre em Contato

  • Experiências estão em toda a parte.

    Oferecer uma experiência relevante aos consumidores em um mundo omni-channel, com rápida experimentação de novas tecnologias, também é missão nossa.

    Pessoas transitam entre lojas físicas e ambientes digitais, contextos culturais e relações sociais e nós utilizamos uma variedade de recursos, técnicas e metodologias para analisar estas vivências de diferentes ângulos. Não deixamos nada para trás, hábitos e atitudes, comportamentos, valores, fatores de escolha e opinião.

    Estamos de olho em todo o processo e contexto, assim, fundamentamos nossas recomendações estratégicas e táticas, para a tomada de decisões, em todos os pontos de venda do cliente.

    Entre em Contato

  • Facilitando campanhas eficientes.

    Pesquisas inteligentes e bem executadas trazem novos caminhos para inovação e criatividade na comunicação. Sabemos que quando se trata de mídia, tudo joga a favor do conhecimento.

    Grandes marcas e agências utilizam nossas metodologias para entenderem o desempenho de suas campanhas ontem, hoje e amanhã.

    Nossa inteligência digital permite o uso das mais avançadas tecnologias de pesquisa em pré e pós testes de campanhas. Podemos avaliar como uma ideia funcionará para determinados meios, veículos, canais, públicos, etc. Conhecemos o cenário de mídia e atendemos anunciantes e agências de forma flexível e customizada.

    Entre em Contato